Rôgga disponibiliza teste de COVID-19 para 100% dos colaboradores

16/05/2020
Exames de prevenção começaram a ser feitos nesta sexta-feira (15/5) no Centro de Triagem de Joinville. Empresa é uma das pioneiras a adotar a medida em Santa Catarina

Compartilhe este artigo:

Preocupada com a saúde dos colaboradores, a Construtora Rôgga está investindo em prevenção contra a Covid-19. Mesmo sem casos suspeitos, a empresa decidiu ampliar as medidas de proteção ao coronarívus e, como uma das pioneiras em Santa Catarina, disponibilizará o teste para 100% dos funcionários.

Além dos protocolos de segurança já adotados, como o distanciamento físico, uso de máscara, álcool em gel e aferição da temperatura, entre outras iniciativas, a Rôgga Empreendimentos aderiu ao Projeto Catarinense COVID-19, realizado pela Fundação CERTI.

Para beneficiar seus trabalhadores, a empresa adquiriu 300 testes moleculares tipo RT-PCR (que identificam material genético do vírus) e iniciou as coletas nesta sexta-feira, dia 15 de maio, no Centro de Triagem em Joinville, montado na Associação Atlética Tupy, no bairro Boa Vista. A testagem começou pelos funcionários da matriz. Os resultados serão entregues em 24 horas.

Segundo o CEO da BIOMEHUB, PhD Luiz Felipe Valter de Oliveira, trabalhos científicos recentes apontam que um dos principais fatores que dificultam o controle da Covid-19 é a capacidade de pessoas assintomáticas transmitirem o vírus (aquelas que estão infectadas com o coronavírus, mas ainda não apresentam sintomas).

Por isso, continua Luiz Oliveira, os métodos moleculares para identificação destes casos de forma precoce são importantes, aumentando a segurança dos colaboradores e das empresas. “Com certeza, iniciativas como essa vão impactar positivamente no combate à disseminação da Covid-19” ressalta.

O médico infectologista Dr. Luiz Henrique Melo reforça que esta ação realizada pela Rôgga é de grande importância tanto para a empresa quanto para a comunidade, pois a testagem gera segurança para os trabalhadores e seus familiares. “Este projeto piloto que está sendo aplicado aqui no centro de triagem Covid-19 com a Rôgga vai nos dar uma amostragem de como será a logística e o processo para, posteriormente, abrir para demais empresas da cidade”, ressalta.

Vilson Buss, presidente da Rôgga, destaca que esta medida faz parte das ações que a empresa está colocando em prática para dar segurança aos funcionários. “Não temos nenhum caso suspeito entre o quadro de profissionais, mas por meio desta triagem conseguimos realizar um monitoramento da saúde dos nossos colaboradores, visando conter e reduzir a chance de surtos, que apresentam risco para a saúde de todos. Precisamos aprender a conviver com a Covid-19 e ao mesmo tempo manter a saúde e a produtividade”, destaca.

De acordo com o superintendente geral da Fundação CERTI, Erich Muschellack, idealizador do Projeto COVID-19, diversas evidências apontam que um dos grandes motivos para a rápida dispersão da doença é a capacidade de indivíduos assintomáticos transmitirem o vírus, devido à característica do coronavírus se multiplicar no trato respiratório superior. “Aplicando os testes nas empresas, conseguimos identificar o colaborador assintomático e isolar este profissional dos demais, evitando a propagação do vírus”, explica Muschellack.

Fonte: Graziela Lindner

Foto: Divulgação

Compartilhe: