Itajaí cobra do Estado aumento imediato de leitos de UTI no Hospital Marieta

22/05/2020
Instituição é referência para a região no atendimento de pacientes com COVID-19

Compartilhe este artigo:

O Município de Itajaí enviou nesta sexta-feira (22) ofício ao Governo do Estado cobrando o aumento imediato de leitos de UTI no Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen para enfrentamento à pandemia de coronavírus. A instituição é referência para a região e está com 70% dos leitos destinados ao tratamento de pacientes com COVID-19 ocupados. O objetivo da medida é que o Estado estabeleça prazos para que a implantação de mais leitos seja efetivada.

> Leia mais notícias sobre Coronavírus

O compromisso assumido pelo Governo de Santa Catarina com a região dos Municípios da Foz do Rio Itajaí é instalar um total 99 novos leitos de UTI, exclusivos para tratamento do novo coronavírus, no Hospital Marieta – sendo 59 no complexo atual e outros 40 no Complexo Madre Teresa, cuja obra está em andamento. Até o momento, 20 novos leitos de UTI foram ativados.

“Estamos aguardando que o Governo do Estado cumpra com o compromisso de instalação de mais leitos. O Hospital Marieta já tem alas prontas para receber os equipamentos que foram prometidos. No ofício que enviamos, solicitamos prazos e relembramos esse compromisso com a região. Precisamos que esses leitos sejam instalados definitivamente em Itajaí”, destaca o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni.

Segundo o Hospital Marieta, 20 leitos de UTI estão sendo destinados para pacientes com COVID-19 e 14 deles estão ocupados (70%). Já na ala de isolamento há 25 leitos disponíveis e 16 ocupados (64%).

Reforço à assistência hospitalar

Além de articular junto ao Governo do Estado a ampliação de leitos de UTI no Hospital Marieta, o Município de Itajaí tem contribuído financeiramente para reforçar a assistência hospitalar aos moradores. Dos R$ 10 milhões recebidos do Governo Federal para enfrentamento da pandemia, a Secretaria de Saúde irá repassar quase R$ 3 milhões ao Hospital Marieta.

Os recursos serão destinados à aquisição de equipamentos (tomógrafo, raio-x portátil, ultrassom portátil, cardioversores etc.), estruturação e ampliação de leitos de enfermaria e UTI, bem como para custeio dos leitos de UTI, pagamento de horas extras e contratação de novos profissionais nos meses de março e abril.

A doação de mais de meio milhão de reais (U$ 100 mil) feita pelo Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata) para o enfrentamento à pandemia de coronavírus (COVID-19) também será destinada ao Marieta. A quantia vai auxiliar no plano emergencial de ampliação de leitos. Com os valores deverão ser adquiridos equipamentos, móveis e utensílios para aparelhar as novas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) no Complexo Madre Teresa.

O Município tem realizado ainda outras medidas de controle da propagação do vírus. Reestruturou toda rede municipal, equipou as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) com respiradores e instalou um Centro Ambulatorial de Triagem para receber pacientes com sintomas de coronavírus. Também estabeleceu importantes ações preventivas, como o uso obrigatório de máscaras, as barreiras sanitárias e a recomendação de isolamento social/distanciamento social.

Compartilhe: