Em 24 horas, PM atende mais de 400 ocorrências Inclusive as brigas da Avenida Atlântica.

30/04/2018

Compartilhe este artigo:

Nas últimas 24 horas (07h da manhã de sábado até as 07h da manhã de domingo) foram atendidas 398 ocorrências pelo 12º Batalhão de Polícia Militar. Entre essas ocorrências estão: 4 tráfico de drogas; 3 vias de fato; 4 roubos; 3 recuperação de objetos/veículos roubados; 5 posse de drogas; 5 furtos; 2 apropriação indébita; 47 de perturbação do sossego alheio; 10 de atrito verbal/discussão; 9 acidentes de trânsito; 4 buscas de pessoas desaparecidas; 11 ocorrências relacionadas com infrações de trânsito (estacionamento em locais proibidos, frente garagem); 3 ocorrências envolvendo animais abandonados ou em perigo; 6 ocorrências de violência doméstica e outras diversas como violação de domicílio, maus tratos, animal solto em via pública, embriaguez, usuários de drogas perturbando; flanelinhas pedindo dinheiro; e mais de 100 abordagens preventivas de pessoas que estavam em fundada atitude suspeita. Toda a demanda de solicitações ao 190 foi atendida.

Na noite de sábado, 28, a Polícia Militar foi acionada para o atendimento de uma ocorrência de rixa envolvendo várias pessoas na Avenida Atlântica, próxima da Rua 1400. A ligação foi gerada às 23h15min e três guarnições foram empenhadas para o atendimento. A primeira viatura chegou no local as 23h23.

Por ser um local de grande movimentação de pessoas, evidente que qualquer situação de violência culmina em aglomeração de curiosos, mesmo assim, não havia mais briga quando a guarnição chegou. Foi identificado um indivíduo que se apresentou com cortes no rosto e relatou ter sido agredido por um grupo de aproximadamente 20 homens na praça Almirante Tamandaré, mas alegou “que não sabia a motivação”.

Alguns cidadãos informaram aos policiais militares que o possível motivo seria a tentativa de furto de uma carteira de uma pessoa que se encontrava na Praça Tamandaré; outros relataram que o agredido teria tentado agarrar uma mulher e foi perseguido pelos amigos dela correndo até a rua 1400, onde outras pessoas passaram a se agredir mutuamente. Desta feita, considerando as informações divergentes e não havendo provas ou identificação dos agressores e nem da suposta vítima do furto ou provocação, o agredido foi encaminhado ao Hospital Ruth Cardoso pelos bombeiros militares.

Posteriormente, por volta de 1h23min, a Polícia Militar foi acionada para outra ocorrência de briga generalizada na Avenida Atlântica, próximo da Rua 1300. A guarnição restou empenhada à 1h25min, acusando sua chegada à 1h42min. No local foi identificado um homem que relatou ter sido agredido na praça Almirante Tamandaré, sendo que correu até a rua 1300 e se refugiado. Ao ser indagado sobre o acontecido, não quis prestar informações e sequer quis permanecer no local para ser atendido pelo SAMU.

A suposta vítima agredida na primeira ocorrência foi identificada como EDENILSON DOS SANTOS, 20 anos, com 29 boletins de ocorrência, sendo os principais por furto, estupro, desobediência, resistência, receptação, dano, tentativa de homicídio, rixa (briga entre mais de 3 pessoas), furto em veículo, posse de drogas.

A última vez que foi preso foi no dia 21 de abril, quando foi flagrado pela PM furtando uma bandeira da praça das bandeiras, na Avenida do Estado.

O envolvido na briga foi atendido no hospital e liberado.

Compartilhe: