Cidade ganha mais de nove quilômetros de ciclovias com obras de pavimentação

04/08/2022
“Um enorme ganho para nossa cidade. Segurança, em primeiro lugar, as pessoas que utilizam a bicicleta como meio de locomoção”

Compartilhe este artigo:

Com o avanço das obras de infraestrutura desenvolvidas com recursos do Financiamento à Infraestrutura e Saneamento (FINISA), outra vertente de mobilidade urbana ganha ênfase: a implantação de ciclovias. Desde que as obras se iniciaram, mais de nove quilômetros foram implantados a já existente malha viária exclusiva aos ciclistas.
Elizabeth Konder Reis, Estrada Geral Santa Lídia, João Ludgero Santos, Domingos Manoel Corrêa, Nereu de Assis, Tiradentes, Aristides Sizenando Silva, Marinho Pedro Santos e Lourival de Souza são algumas das vias que já tiveram as ciclovias implantadas durante o processo de pavimentação asfáltica. O trabalho vai ao encontro do Plano Municipal de Mobilidade.

“Um enorme ganho para nossa cidade. Segurança, em primeiro lugar, às pessoas que utilizam a bicicleta como meio de locomoção. Gradualmente, essa quilometragem vai crescer e zelar pela inclusão de toda sociedade junto ao sistema viário – que está sendo projetado pensando no futuro”, define o prefeito Aquiles da Costa (MDB).
Com essa nova quilometragem, Penha passa a ter mais 22 quilômetros voltados exclusivamente aos ciclistas. “Vivemos um período em que as pessoas têm passado a utilizar cada vez mais as bicicletas, veículos que também evoluíram e foram inclusas aos mais variados públicos. Em meses, essa quilometragem será ainda maior”, conclui Aquiles.

Segundo a primeira prestação de contas, feita em julho, as obras de pavimentação estão em quase 25 quilômetros da cidade. No documento, estão 14 quilômetros e 921 metros já pavimentados. Outros 9 quilômetros e 822 metros estão em processo pavimentação. Juntas, as duas frentes totalizam 24,7 quilômetros.
O cronograma de pavimentação segue o cronograma definido pelo Programa Participa Penha, quando a população pode votar nas ruas que seriam contempladas pela linha de crédito de até R$ 50 milhões liberada pela Caixa Econômico Federal. Até o momento, cerca de R$ 15 milhões foram investidos.

Compartilhe: