Autora de obra sobre Chico Buarque apresenta versões inclusivas em Joinville

Autora de obra sobre Chico Buarque apresenta versões inclusivas em Joinville

Facebook
Twitter
LinkedIn
Autora de obra sobre Chico Buarque apresenta versões inclusivas em Joinville

A Livraria O Sebo acolhe, na próxima quarta-feira, 10 de julho, à 17h30, o lançamento, para o público de Joinville, do projeto “Palavra Presa na Garganta”, da pianista e produtora cultural Marisa Toledo.

 

A obra analisa o impacto do adverso contexto político dos anos 1960 sobre a obra de Chico Buarque de Holanda – e, nos últimos dois meses, foi compartilhado com estudantes de cinco universidades catarinenses.

 

“O conteúdo do livro foi retrabalhado para dar acessibilidade a cegos, pessoas com baixa visão e surdos”, especifica a autora.

Para Marisa Toledo, o projeto, que tem sua última etapa no final de julho, com palestra no Instituto Federal de Concórdia, termina “com cara de começo”.

 

Ela entende que ainda há um longo caminho a percorrer, no desafio de difundir a obra de forma mais abrangente.

“Embora as universidades sejam lugares que teoricamente pudessem ser pontos multiplicadores do conhecimento, a prática tem demonstrado que é só o início da jornada, e que a abrangência do livro se dará pelo ‘contágio’ pessoal – quando conseguirmos sensibilizar esses grupos específicos, as pessoas com deficiência visual e auditiva, principalmente”, pondera.

 

O editor Jura Arruda, da Editora Areia, responsável pela publicação, assinala que o livro “Palavra Presa na Garganta” é importante e urgente.

 

“Tanto por colocar luz em uma época de opressão e ditadura, que ressurge nos tempos atuais, quanto por disponibilizar esse conteúdo às pessoas com deficiência visual e auditiva e incluí-las neste contexto, para ampliarmos a luta pela democracia.”

 

Foram produzidas versões acessíveis para leitores cegos e surdos: ebook, com descrição de imagens, audiobook com trilhas incidentais e videobook em Libras.

A obra, em seus novos formatos, está disponível gratuitamente pela internet, no perfil do Instagram @palavrapresanagarganta.

A concepção dessas versões teve o envolvimento do IMPAR, o Instituto de Pesquisa da Arte pelo Movimento, de Joinville.

Iraci Seefeldt, coordenadora de projetos do IMPAR, sublinha a “alegria enorme” da instituição em participar desse projeto, “fruto das ações que temos desenvolvido ao longo dos anos, que reverberaram e se multiplicaram”.

 

A versão para pessoas surdas foi narrada pela experiente intérprete de Libras Núbia Amorim, com 21 anos de profissão.

Ela revela o entusiasmo pelo resultado alcançado.

“Ver um material dessa relevância sendo produzido respeitando o direito linguístico da pessoa surda me leva crer que dias melhores estão chegando para todos, para que possamos ser respeitados em nossas particularidades”, afirma.

 

Sobre o projeto

Proposta cultural realizada com recursos do governo do Estado de Santa Catarina, pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC), por meio do Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura – Edição 2023.

Serviço

O quê: Lançamento projeto “Palavra Presa na Garganta”, de Marisa Toledo
Quando: quarta-feira, 10 de julho
Horário: 19h30
Local: Livraria O Sebo, rua João Colin, 572, Centro, Joinville

Assessoria de imprensa: Mercado de Comunicação.

Contato: (47) 98403-2745.

Relacionados
NEWSLETTER
Assine nossa newsletter para se manter atualizado.
plugins premium WordPress