Adolescente de 14 anos é estuprada em Camboriú. Autor é preso

Adolescente de 14 anos é estuprada em Camboriú. Autor é preso

Facebook
Twitter
LinkedIn

Uma adolescente de 14 anos, vítima de estupro, teve que procurar o Hospital Ruth Cardoso para tratamento de sangramento nas partes íntimas.

O fato aconteceu nesta terça-feira, entre 19 a 20h, segundo informações do pai da adolescente, que chamou a Policia Militar e relatou, que sua filha havia saído de casa com uma amiga para ir até o Ginásio que fica nas proximidades, no bairro Monte  Alegre.

De acordo com o relato do pai, por volta das 20h, sua filha voltou pra casa com visível sangramento das partes intimas, que informou que havia sido estuprada por um homem, informando, inclusive, o nome dele.

Momento em que o pai chamou a Policia Militar que, diante das informações, e com o endereço do possível infrator, fornecido pela adolescente, que o conhecia, se deslocaram até a residência, onde se encontraram o autor, um homem, de 29 anos, o qual relatou que a adolescente já vinha mantendo conversas com ele há mais de um mês através das redes sociais e que, segundo ele, ela afirmava que queria ter relações sexuais com o mesmo, tanto que mandava fotos nuas.

Segundo boletim da Policia Militar, diante da situação, o homem foi preso em flagrante delito e encaminhado para os procedimentos cabíveis.

A adolescente estava em observação, e segundo o médico plantonista a mesma iria permanecer em observação pois havia perdido muito sangue.

ATENÇÃO

O ano de 2022 registrou o maior número de estupros da história do Brasil. Foram 74.930 vítimas de estupro e estupro de vulnerável (que atinge principalmente crianças), um dado 8,2% maior quando comparado a 2021, mostrou o Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2023, recém-publicado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Além da maior parte ser do sexo feminino (88,7%) e negras (56,8%), quase um terço dos casos foi contra meninas de 10 a 13 anos. A faixa etária de 0 a 17 anos de idade representa 69,3% das vítimas.

A publicação chama a atenção para as subnotificações: quando apenas 8,5% dos estupros no país são reportados às polícias e 4,2% pelos sistemas de informação à saúde, estima-se que o número total de estupros e estupros de vulnerável chegue a aproximadamente 822 mil.

Relacionados
NEWSLETTER
Assine nossa newsletter para se manter atualizado.
plugins premium WordPress