Confira o Boletim Epidemiológico de Camboriú

Confira o Boletim Epidemiológico de Camboriú

Facebook
Twitter
LinkedIn

A Secretaria de Saúde de Camboriú, por meio do Departamento de Vigilância Epidemiológica, informa que, até o momento, dia 26 de abril, o município foi oficializado com 721 casos positivos de Dengue. Ao todo, foram registrados 424 pontos de focos do mosquito espalhados pela cidade. O município de Camboriú registrou um óbito por dengue neste ano.

Ainda não há vacinas da dengue disponíveis gratuitamente pelo SUS no município. As pessoas que apresentarem sintomas e necessitarem de atendimento devem procurar a unidade de saúde mais próxima de sua casa, que atende das 7 às 17 horas. Em casos de sintomas acentuados o paciente deve se dirigir ao Hospital Cirúrgico Camboriú (HCC).

O município conta com dois Centros de Atendimento às Doenças Virais (Dengue/COVID) que ficam localizados na UBS do CAIC (Rua Monte Agulhas Negras, n° 1143 – Monte Alegre) e outro na UBS Central (Rua João Morais, no Centro). Os serviços são oferecidos de segunda à sexta-feira, das 7h às 23h.

Casos descartados: 4.496
Aguardando resultado: 1.010

Métodos de prevenção:
— Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usá-los, coloque areia até a borda;
— Mantenha lixeiras tampadas;
— Deixe os depósitos d’água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;
— Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água;
— Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;
— Mantenha ralos fechados e desentupidos;
— Lave com escova os potes de comida e de água dos animais no mínimo uma vez por semana;
— Retire a água acumulada em lajes;
— Mantenha fechada a tampa do vaso sanitário;
— Evite acumular entulho, pois ele pode se tornar local de foco do mosquito da dengue;
— Denuncie a existência de possíveis focos de Aedes aegypti para a Secretaria Municipal de Saúde, pelo telefone (47) 3365-9441;
— Caso apresente sintomas de Dengue, Chikungunya ou vírus da Zika, procure a unidade de saúde mais próxima de sua residência para o atendimento.

O Departamento de Vigilância Epidemiológica orienta aos moradores que fiquem atentos e eliminem possíveis criadouros de mosquitos. Além disso, é importante fazer uso diário de repelentes e até mesmo inseticidas aerossóis, quando necessário.

Os agentes de endemias são uniformizados e identificados com crachás da Prefeitura e do Programa de Combate à Dengue. Para mais informações pode-se entrar em contato pelo telefone (47) 3365-9400 e (47) 3365-9515.

Relacionados
NEWSLETTER
Assine nossa newsletter para se manter atualizado.
plugins premium WordPress